Uma Igreja para você e sua família.

Venha fazer-nos uma visita.

Voocê é muito bem-vindo!

Culto, todos os domingos, às 19horas.

Mensagens de esperança e encorajamento.

Uma palavra de esperança para os momentos mais difíceis da vida.

Nenhum relacionamento sobrevive sem investimento.

Dia 15/06, sábado, às 19h, no cerimonial Castelinho - Bairro República. Investimento: R$ 90,00 (casal) - Informações: 9619-7838.

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Nossa riqueza espiritual - Efésios 1.3-14

Em 1998, uma revista americana trouxe em sua edição uma lista dos 40 americanos mais ricos da história. Havia 39 homens e uma mulher na lista. A mulher americana mais rica que já viveu era Hetty Green cuja fortuna quando morreu em 1916 foi calculada em $100 milhões de dólares.
Entretanto, Hetty Green era famosa não pela riqueza que possuía, porém pela forma mesquinha e avarenta que vivia. Ela comia mingau de aveia frio para não gastar gás de cozinha. Seu filho teve que amputar a perna, por que ela demorou tanto tempo para encontrar atendimento “gratuito” que o caso tornou-se incurável. Hetty Green era uma mulher rica e, no entanto, escolheu viver como mendiga.
Foi pensando em cristãos que vivem dessa forma que o apóstolo Paulo escreveu a Epístola aos Efésios.

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Escuta, Rei meu e Deus meu! Sl 5.1-3


Davi nos ensina uma lição importante: nenhum perigo ou desconforto deve nos impedir de ter nossa comunhão matutina com o Senhor. Nesse salmo, Davi nos dá três instruções valiosas a fim de encorajar nossa comunhão diária com Deus.

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Curso de Verão 2011 - A Alegria de Conhecer a Deus

Deus é conhecível, e Ele quer ser conhecido. Jesus disse: “E esta é a vida eterna: que te conheçam, o único Deus verdadeiro, e Jesus Cristo, a Quem enviaste” (João 17.3). Conhecer a Deus e o Senhor Jesus é o centro da vida eterna. A palavra "conhecer" neste versículo não se refere a um conhecimento ocasional. Mas, é o tipo de conhecimento que vem através do contato de um relacionamento pessoal. Se conhecer a Deus é tão importante, talvez devêssemos aprender como podemos conhecê-Lo melhor. Participe do Curso de Verão da IPB em Tabuazeiro. Todos os domingos de janeiro, a partir das 9h. Será uma bênção!

O Deus que Realiza Sonhos Impossíveis [Neemias 2.1-20]


Os sonhos inspiram o poeta, dão ânimo e criatividade ao escritor, instigam o cientista, alimentam a alma e transformam a realidade em esperança. Todos nós temos sonhos. Mas, nem sempre é fácil concretizá-los.

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Orientações Divinas para um Bom Relacionamento


Para um bom relacionamento é necessário o abandono de outros relacionamentos. É uma separação antes de ser uma união. Além disso, para um bom relacionamento é necessária a presença daquele que criou os relacionamentos, o próprio Deus.

Será que o Dia Tem Mesmo 24 Horas?


“Não tenho tempo!” Essa é uma das frases mais ouvidas em nossos dias. Alguma vez você já desejou que seu dia tivesse trinta horas, ao invés de vin­te e quatro? 
E se pudéssemos aumentar as horas do nosso dia? Será que 30 horas resolveria o nosso problema? Quem sabe 35 horas? Será que não ficaríamos frustrados, da mesma forma, preenchendo essas seis ou onze horas a mais e caindo na mesma arma­dilha?

sábado, 25 de dezembro de 2010

Feliz Natal!


Desejamos a todos um excelente Natal e um ano novo de muitas bênçãos! Nossa oração é para que a sua casa seja governada pela Palavra de Deus, e assim, seja um pedaço do céu na terra.

Batman - O Cavaleiro das Trevas (The Dark Knight).


A história do homem-morcego (Batman) é dirigido por Christopher Nolan e o roteiro foi escrito por seu irmão, Jonathan Nolan. “Batman - O cavaleiro das trevas” foi o filme de maior bilheteria da década entre 2000 e 2009. Só nos Estados Unidos a arrecadação atingiu a marca de US$ 533,3 milhões.
No filme, os criminosos de Gothan City têm muito que temer. Com a ajuda do tenente James Gordon (Gary Oldman) e do promotor público Harvey Dent (Aaron Eckhart), Batman luta contra o crime organizado que posteriormente é liderado pelo palhaço maluco e esquizofrênico e sem pudor, Coringa (Heath Ledger) que recebe todos os holofotes.
O diretor Christopher Nolan escolheu o australiano Heath Ledger para viver o personagem “Coringa”. É importante lembrar que Ledger tornou-se conhecido pelo polêmico papel em “O Segredo de Brokeback Mountain”, o caubói homossexual Ennis Del Mar.

O Livro de Eli



O ator Denzel Washington estrela esse filme dirigido pelos irmãos Allen e Albert Hughes. Num mundo apocalíptico, o guardião Eli (Denzel) é um homem solitário cuja função é proteger com todas as forças um Livro Sagrado (a Bíblia) que pode conter a resposta para a salvação da humanidade. Como todo herói tem seu algoz, nessa história um tirano prefeito de uma pequena cidade (Gary Oldman) fará de tudo para conquistar o livro, mesmo que para isso tenha de matar Eli.
Embora o filme não mostre a diferença que a Palavra de Deus realiza na vida das pessoas e não enfatiza em nenhum momento a única esperança para um mundo em crise, Jesus! Ainda assim, o filme “O Livro de Eli” consegue ascender o debate sobre a fé e a relevância das Sagradas Escrituras. Vale à pena conferir. Um bom filme, e lembre-se: para um mundo em crise, a única esperança é Cristo Jesus.

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Construtores de Lares

Se o Senhor não edificar a casa... (Sl 127.1)



Alguém já disse que a beleza de uma casa não está na cor das paredes, no arranjo sobre as mesas, na disposição dos móveis. A beleza de uma casa está nas pessoas que moram nela. Construir uma casa, num certo sentido, pode até ser fácil. Mas, para construir um lar requer atitudes.


quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Como Enfrentar o Sofrimento?


John Bunyan nasceu na Inglaterra em 1628. Ele aprendeu a trabalhar com o pai com o metal e tornou-se um funileiro. Eles eram pobres e por isso, ele recebeu uma educação normal, ou seja, aprendeu a ler e a escrever, nada mais do que isso. Ele não tinha uma educação superior. O sofrimento mais notável de sua vida começou em sua adolescência. Em 1644, quando tinha 15 anos, sua mãe e sua irmã morreram num intervalo de um mês. Para aumentar a inquietação do seu coração, seu pai casou de novo, em um mês. Aos 21 anos ele se casou e através de sua esposa que trouxe para o casamento alguns livros escritos pelo pai, foi então que ele conheceu a Cristo. Eles tiveram 4 filhos Mary, Elizabeth, John e Thomas. Mary, mais velha, nasceu cega. Após dez anos de casado sua esposa morreu, ele tinha 30 anos. Um ano depois, em 1659 ele se casou com Elizabeth Bunyan. No ano seguinte ele foi preso e sua esposa estava grávida e teve um aborto durante a crise. Então ela cuidou das quatro crianças, como madrasta, sozinha, por doze anos.
Aquele homem sofreu muito. Mas mesmo no sofrimento ele foi capaz de aprender de Deus. John Bunyan viu seu aprisionamento como sendo nada mais do que Deus havia planejado para ele.

O que, então, ele poderia dizer ao seu povo, para prepará-los para a probabilidade de sofrerem por Cristo?